quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Vida-Magia


Na terra cor de fogo Brotou a menina-girassol

O astro principal alimenta o seu pequeno corpo

Com a energia que, em sorrisos, ela devolve à atmosfera.

A menina-girassol só recolhe as suas pétalas quando fica só, no escuro,

Num sítio só seu, onde nunca ninguém a viu.

Gira mais rápido do que o astro

Para regar a terra com risadas contagiantes.

Por vezes, corre de pétalas dadas com a sua amiga-irmã-tia

As duas desafiam a força do vento

E dobram-se sobre risadas quando vencem a corrida.

Há uma magia nesta menina-flor

Que ela espalha como semente

Em cada circuito percorrido.

Por onde ela passa tudo se transforma em luz, cor e melodia.

Dizem que inventou um novo conceito de socialização:

"Sociadavel", a simbiose perfeita entre presença e partilha.

Hoje é o dia em que tudo se transforma para a saudar

Cada campo apresenta as setes cores do arco-íris,

A água canta antes de voltar ao solo,

As flores alinham-se ao som do clarinete

Que o vento toca. E o Sol pisca o olho ao Sr. Tempo

Que, numa traquinice, transformou 21 em 12

Inverteu os números tal como Ela

Inverte as leis dos humanos para que o riso nunca acabe.

E, numa risada universal, todos os elementos dançam

Até formarem um gigante "Obrigado"

No livro-vida da menina-girassol.

E assim, em mais um ano,

A menina se transforma

por metamorfose secreta em rapariga-magia.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Vida-Magia

Na terra cor de fogo Brotou a menina-girassol O astro principal alimenta o seu pequeno corpo Com a energia que, em sorrisos, ela ...